A influência do Rock in Rio na Cidade de Deus

 

Segundo o Jornal Online O Dia, a Prefeitura do Rio de Janeiro havia aberto 379 vagas de trabalho no Rock in Rio, além das vagas em empresas terceirizadas, 5 meses antes do festival de música.
Neste 1º dia (sexta-feira, dia 15/09) de Rock in Rio, o CDD na Web, com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, visitou e descobriu como a questão da empregabilidade estava no festival e localizamos alguns moradores da Cidade de Deus trabalhando. Faremos um “Raio X” para relatar como foi trabalhar em um evento mundialmente conhecido.
Como um dos grandes apoiadores do Rock in Rio, a Prefeitura do Rio de Janeiro estava confiante em atingir um grande público no evento e contou com a participação da Comlurb, CEDAE, RioTur, RioMais e um policiamento reforçado. Trabalhadores da Comlurb aptos para trabalhar no meio de uma multidão de pessoas, sempre sorridentes e com gosto do que estavam fazendo. “É a minha primeira vez no Rock in Rio, e estou adorando”, disse empolgada Maria de Fátima Ramos, de 46 anos, funcionária da Comlurb. Haviam lixeiras em todos os lugares do grandioso parque, profissionais em todos os cantos.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: